Negro Nagô

(C.M. Fubá, CDO)

 

Eu canto forte, eu canto com o coração!

Não me envergonho de me expressar com emoção!

Não me confunda, não me julgue só de olhar!

Sei de onde venho e onde quero chegar!

Estou armado e seu golpe será em vão

Pois, minha espada afiei com tradição!

 

Negro Nagôôôôôô negro Nagô ôô !

Sou descendente de negro Nagô! 

 

Minhas raízes são com as do Jequitibá,

Frimes e fortes, niguém me derrubará!

A nossa arte quem conhece dá valor!

Sou seu devoto com orgulho e com amor!

Negro Nagô !

Negro Nagôôôôôô negro Nagô ôô !

Sou descendente de negro Nagô!

Sou descendente de negro Nagô! 

Sou descendente de negro Nagô!