A tradição

(Professor Testa)

 

A roda já vai começarm

Ppassa o gunga pro Mestre menino,

Agachado no pé do berimbau,

O Cabra me desafiou.

Meia lua e rabo de arraia,

Abriu na ginga pra jogar,

No jogo apertado outro puxa navalha,

Mas um Capoeira não pode pegar.

 

O som do atabaque rufou,

O Mestre me avisou no seu cantar,

Meu Patua meu corpo fechou

Com a bênção do Pai Oxalá.

 

Se um dia Deus me chamar,

Eu irei muito contente,

Sou professor que tem discípulos

São os frutos que deu de uma semente.

Menino pega viola,

E não esqueça da tradição,

A onde você for pra roda,

Solta a voz e cante essa canção

O la i la!

Lalaia lai a